gestao-ambiental-938x535

A importância da implementação de um Sistema de Gestão Ambiental

Nos dias de hoje é cada vez maior a preocupação, os questionamentos acerca das questões ambientais, muito se fala em sustentabilidade tanto no meio empresarial, observado cada vez mais de perto pelos órgãos fiscalizadores e pela sociedade, quanto pelos consumidores cada vez mais atentos a esse tema.

Diante desse cenário muito se especula acerca dos benefícios x investimentos para implantação de um Sistema de Gestão Ambiental, baseado na Norma ISO 14001, responsável por regulamentar o referido sistema, estabelecendo os requisitos de implementação e operação. Considerando o conceito do Triple Bottom Line, o tripé da sustentabilidade, que leva em conta três aspectos: o econômico, o social e o ambiental, a adoção de um Sistema de Gestão Ambiental – SGA tem um grande potencial de trazer ganhos para o negócio.

A implementação de um SGA – Sistema de Gestão Ambiental é um processo voluntário, que permite que as empresas tenham papel ativo na proteção do meio ambiente mediante a identificação de seus aspectos e impactos ambientais, prevendo mecanismos de controle e de desempenho ambiental conforme os objetivos e metas estabelecidos por elas próprias, deslocando o empreendedor de uma postura reativa para uma postura pró ativa, agindo preventivamente, mapeando seus processos, antecipando os riscos, e eventualmente possibilitando o contingenciamento dos riscos assumidos.

Ao definir pela implantação de um Sistema de Gestão Ambiental, o empreendedor não obtém apenas benefícios financeiros, como economia de insumos, redução na geração de resíduos, aumento da produtividade e vantagens de mercado, mas está concomitantemente minimizando os riscos de não gerenciar adequadamente seus impactos ambientais, como acidentes, sanções por descumprimento da legislação ambiental, incapacidade de obter crédito bancário e outros investimentos de capitais.

As principais vantagens da implantação de um Sistema de Gestão Ambiental são:
• Conformidade legal, que minimiza os impactos inerentes as suas atividades;
• Redução de custos com o aumento da eficiência nos diversos processos através do menor consumo de insumos (água, energia, matéria prima, entre outros) e redução na geração de resíduos;
• Mapeamento dos processos do negócio, o que proporciona uma melhor capacidade de inovação, almejando a melhora contínua;
• Melhoria da imagem da empresa junto à sociedade;
• Ganhos de competitividade e melhor posicionamento no mercado, o compromisso com o meio ambiente é uma prática frequente no mercado, principalmente internacional.
• Aumento da credibilidade com alguns stakeholders, como por exemplo, instituições financeiras, cada vez mais exigentes com a questão ambiental.

Atualmente a adoção de um SGA também traz vantagens competitivas, pois é uma exigência de muitas instituições financeiras para o financiamento de grandes projetos, bem como com frequência consta como exigência em Editais de Concorrência e Cartas Convite.

Assim sendo, implantar um Sistema de Gestão Ambiental não pode ser encarado como sinônimo simplesmente de custo e sim um investimento necessário, pois o gerenciamento ambiental das atividades gera economia de insumos, novas oportunidades de negócios e um bom marketing para as empresas identificadas como sustentáveis.

Por Mellissa Almeida