hiring

A ética aplicada à gestão ambiental

A discussão tem espaço mundial, o caminho para se desenvolver a gestão ambiental baseada na ética. Ética que tem como significado ‘princípios que motivam, distorcem, disciplinam ou orientam o comportamento humano’, que pode disciplinar ou distorcer. Mais do que o comportamento humano a ética é base de relações organizacionais no que se diz respeito de temas populares como a preservação do meio ambiente.

O que vemos em noticiários são desastres ambientais a todo o momento e as leis que se tanto fala em livros de história não sendo cumpridas. Em nome do progresso muito se destrói, pouco se restaura e a vida que se segue. Por vezes os problemas ambientais foram os temas centrais do ano, da década e do milênio, mas o que se fez com esses crimes? O que se melhorou o que se buscou?

A ética implantada na gestão ambiental vai em conjunto aos valores humanos, ela deve ultrapassar valores econômicos e financeiros e deve ser mais consistente que os números aplicados à equações matemáticas que provam o melhor caminho a ser adotado.

Ter uma gestão ambiental eficaz é o planejamento de muitos, mas a realidade de poucos. Muito se planeja, pouco se executa. Como abrir mão da transformação de matéria prima ou da extração do insumo ou ainda da fabricação de um objeto de consumo quando o que se leva em consideração em reuniões gerenciais são os números voltados à produtividade?

Como provar que temos que cuidar do meio em que vivemos como forma de honestidade e garantia de solidariedade às futuras gerações se o que temos hoje é a aplicação fundamental do consumismo e descartável cada dia mais?

Um exemplo de desastre ambiental fica acerca de um estouro de uma barragem de minério de ferro, de uma conceituada mineradora que possuía todas as certificações de liberação para exercício de sua atividade. O preço do progresso custou caro. Muito caro. Multas em cima de multas. O fechamento de uma das indústrias. Desemprego.

O preço do progresso não foi pago em reais ou dólares. Foi pago em vidas. Foi pago em ética. Se ética é o princípio que disciplina, nesse caso e em muitos outros, foi o princípio que distorce. O caso da mineradora é o mais lembrado ultimamente e o conhecido. E quais outros crimes ambientais são cometidos, mas aos olhos da ética é só mais uma forma de deixar quieto para o progresso dos valores financeiros?

O acidente em Mariana-MG, não foi um acidente ambiental cometido por uma empresa apenas. A tecnologia, grande arma da atualidade, nos impulsiona diariamente a nos manter moralmente éticos e quase nada éticos práticos. O desastre de Mariana é o fracasso de uma gestão ambiental de milhares de milhões pares de mãos. Não adianta apontar empresas e culpa-las de que não existe uma sustentabilidade nos dias de hoje. Eticamente devemos e teremos que construir um equilíbrio lógico entre a ética e a real sustentabilidade. Produzir sem agredir, consumir o necessário, evitar desperdícios, destinar resíduos, etc.

Ética é base das relações organizacionais, mas é diretamente ligada ao comportamento humano. Sem um ser humano, não há ética. E sem essa aplicação literal da ética na gestão das organizações, em breve, não haverá ambiente que se possa viver.

Fonte: administradores.com